domingo, 7 de agosto de 2011

Levi's por Vhils


A Levi's e a agência Wieden + Kennedy Amsterdam recorreram ao artista de rua português Alexandre Farto, akaVhils, para criar arte nos muros de Berlim de uma maneira pouco usual. Depois de desenhar o retrato de um casal berlinense e de um ativista com uma furadeira, técnica que utilizada normalmente, Vhils preencheu a parede com uma camada de gesso. Para retornar ao desenho, ele colocou cargas de dinamite sob ela e para dar o tom dramático, tudo foi filmado em slow motion. 


Vhils desenha desde os 13 anos pelas ruas de Lisboa e em 2008 foi o destaque na exposição Cans Festival, organizada pelo mito inglês Bansky.


segunda-feira, 4 de julho de 2011

Erasmo Carlos - 50 Anos de Rock


Aos 18 Anos na Tijuca


Carlos Imperial, o Rei e o Tremendão


O Tremendão




Sucesso do Trio na TV

 
Tim Maia, amigo desde a Tijuca 



Roberto Carlos e o Diamante Cor de Rosa - 1970



quinta-feira, 2 de junho de 2011

Roger Moore e o P1800 Volvo 1961



O Cara e o Carro


O Volvo P1800, branco, que o personagem Simon Templar dirige na serie de tv The Saint brilhou junto com o protagonista, Roger Moore.





domingo, 24 de abril de 2011

Ai Weiwei - Contundente e Desaparecido


Forever

O artista e ativista social chinês Ai Weiwei, preso e desaparecido desde o início de abril, foi o assessor artístico na construção do Estádio Nacional de Pequim. Seus conflitos com o governo chinês ganharam destaque depois de realizar a instalação “Snake”, uma grande serpente feita com as mochilas de estudantes mortos em uma escola destruída pelo terromoto em Sichuan. Weiwie, filho de um poeta dissidente, critica e denuncia escândalos de corrupção do governo chinês e manifestou o seu apoio ao prêmio Nobel da Paz Liu Xiaobo, que cumpre uma pena de prisão por subversão.

Fuck Off Forbidden City


Descending Light


Instalação com 100 milhões de sementes de girassol feitas de porcelana e pintadas a mão.


Tea House

Snake


Moon Chest

Ninho de Pássaro

Weiwei - Dropping

quarta-feira, 16 de março de 2011

Pelo Dia Internacional da Poesia

Motivo                                Cecília Meireles  



Eu canto porque o instante existe

e a minha vida está completa.

Não sou alegre nem triste:

sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,

não sinto gozo nem tormento.

Atravesso noites e dias

no vento.

Se desmorono ou edifico,

se permaneço ou me desfaço,

- não sei, não sei. Não sei se fico


ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.

Tem sangue eterno e asa ritmada.

E sei que um dia estarei mudo:

- mais nada.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Cinema Brasileiro em Cartaz - Benício


1973

Quando garoto e adolescente, ao passar por uma sala de cinema em Porto Alegre, era atraído pelos cartazes sensuais e coloridos de filmes nacionais. O responsável por aquelas primeiras excitações visuais era José Luiz Benício. Gaúcho, nascido na cidade de Rio Pardo, o ilustrador iniciou sua carreira aos 16 anos como aprendiz de desenhista. No Rio de Janeiro, trabalhou em editoras onde criou capas e ilustrações para livros de bolso. No mercado publicitário, realizou trabalhos para marcas conhecidas como Esso, Banco do Brasil e Coca-Cola. No final dos anos 60 da início à criação de mais de 300 cartazes para filmes brasileiros, onde se destacam A Super Fêmea, que mostra toda a exuberância de Vera Fisher, Dona Flor e Seus Dois Maridos e os cartazes dos 30 filmes estrelados pelos Trapalhões.
Ganham destaque também em seu universo criativo as pin-ups sensuais e voluptuosas, estampadas em livros, nas páginas da revista Playboy e peças publicitárias. Agora editora Reference Press lança o livro "Sex & Crime - The Book Cover Art of Benicio", dedicado à obra sensual do ilustrador. Esta seleção do Zoo'n Zum, no entanto, traz alguns dos cartazes de filmes feitos por Benício.

1968

1970

1971

1972

1973

1974

1976

1978

1979

1979

1980

1981

Para ver mais:

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Dias com James Dean - Dennis Stock



Dennis Stock aprendeu segredos da fotografia com Djon Mili e, entre bastidores efervecentes do jazz e de Hollywood, cruzou caminho com uma estrela em ascensão, James Dean. Um ensaio para a revista Life, mostra o dia-adia do ator - a intimidade no apartamento e caminhadas pelas ruas de Nova York, o retorno à terra natal. O outro lado do ícone da rebeldia e da juventude dos anos 50. Stock foi menbro da agência Magnum e morreu em 2010. James Dean completaria seus 80 anos hoje.













Dean e Stock

Para ver mais: